Praia Grande registra quase 10 mil atendimentos de Urgência e Emergência no Carnaval

Três unidades funcionaram ininterruptamente durante o feriado prolongado

Por: RODRIGO HERRERO | 15/02/2024

Praia Grande registrou 9.724 atendimentos nas unidades de Urgência e Emergência em Saúde durante o feriado prolongado de Carnaval (10 a 14 de fevereiro). Os números refletem a boa estrutura oferecida pelo Município, atendendo moradores e turistas e se destacando como referência dentro da Região Metropolitana da Baixada Santista.

 

Os atendimentos de Urgência e Emergência são realizados no Pronto-Socorro Central (Avenida Presidente Kennedy, 1.491, Bairro Guilhermina), UPA Samambaia (Avenida Diamantino Cruz Pereira Mourão, s/nº, no Samambaia) e UPA Quietude (Avenida Ministro Marcos Freire, s/nº, no Quietude), que estiveram com equipes completas para garantir uma assistência adequada à população. Além disso, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) contou com 12 ambulâncias, recebendo ainda o reforço de duas equipes extras para efetuar os atendimentos.

 

O PS Central e as UPAs Quietude e Samambaia utilizam o sistema de Acolhimento com Classificação de Risco, que prioriza o atendimento aos casos mais graves. Tal método possibilita que se saiba a gravidade do estado de saúde do paciente, seu potencial de risco, o grau de sofrimento, entre outras informações, impedindo que os casos mais urgentes tenham alguma complicação e possa levar à óbito.

 

O sistema funciona da seguinte forma: após escuta do paciente e checagem dos sinais vitais, a enfermagem indica aos médicos, por meio de cores, o grau de gravidade dos pacientes. O vermelho é para emergências (que precisam de atendimento imediato); amarelo para urgências (o mais rápido possível); verde para consultas não-urgentes (podem aguardar um tempo maior); azul para consultas de baixa complexidade (serão atendidos após os anteriores). As urgências e emergências do Samu têm atendimento imediato na sala de emergência das unidades.

 

Quando procurar – Importante ressaltar que a população deve procurar as unidades de Urgência e Emergência em casos mais agudos e urgentes, que exigem atendimento médico imediato. Exemplos de situações que demandam atendimento nesses equipamentos: febre alta, fraturas e cortes com sangramento, infarto e derrame, queda com torção e dor intensa ou suspeita de fratura, cólicas renais, falta de ar intensa, crises convulsivas, dores fortes no peito, queimaduras, choques elétricos, vômito constante.

 

Usafas – Já para os atendimentos de rotina, voltados para a promoção da saúde e prevenção de doenças, recuperação e reabilitação, Praia Grande conta com uma rede de Atenção Primária completa, com 30 Unidades de Saúde da Família e mais de 100 equipes, cobrindo 100% da população na Estratégia de Saúde da Família (ESF).

 

“As Usafas são a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) e realizam uma abordagem da saúde preventiva, a partir de uma comunidade e de um território, ou seja, os profissionais conhecem a população, já sabem quem é hipertenso, diabético, quem tem problemas cardíacos, e com isso é possível fazer um acompanhamento integral dos pacientes. As Usafas ajudam a evitar encaminhamentos desnecessários para serviços de maior complexidade e desafogam os equipamentos de urgência e emergência. ”, explica o secretário de Saúde Pública de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira.