Defesa Civil nas Escolas’ tem início nesta segunda-feira em PG

Objetivo é levar aos alunos informações sobre prevenção a desastres naturais

Por: LUDMILA PILIPAVICIUS | 05/03/2024

Richard Aldrin / Prefeitura de Praia Grande
Richard Aldrin / Prefeitura de Praia Grande

Com o objetivo de reduzir os riscos de desastres naturais e desenvolver ações de prevenção, preparação e resposta, a Defesa Civil de Praia Grande retoma nesta segunda-feira (04) o projeto Defesa Civil nas Escolas, levando conhecimento aos alunos da rede pública municipal através de palestras sobre o assunto. A ação teve início na E.M. Antônio Peres Ferreira, no Bairro Vila Sônia, mas será realizada em outras cinco escolas municipais.

 

O projeto é voltado aos alunos de 5º ano do Ensino Fundamental que receberão as palestras semanalmente até o mês de novembro. A ideia, de acordo com o coordenador da Defesa Civil em Praia Grande, Luciano Gomes Souza, é tornar os alunos multiplicadores de conhecimento de forma a promover uma mudança cultural. “As crianças absorvem muito bem o conteúdo e levam essas informações para suas casas, para as pessoas com quem convivem e se sentem parte dessa transformação. Isso é muito importante para o resultado que buscamos, que é proteger vidas”.

 

As unidades escolares selecionadas para receber o projeto estão inseridas nos estudos realizados pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) em áreas mapeadas com riscos mais suscetíveis a alagamentos, inundações e deslizamentos.

 

A abordagem com os estudantes é feita por meio de uma cartilha educativa denominada “Aprender para Prevenir”, elaborada pela diretora de Divisão de Atendimento Interno da Defesa Civil e responsável pelos projetos educacionais do órgão municipal, Maria Eunice de Freitas Mattos, juntamente com o servidor André Luiz Ferreira da Silva, além de panfletos e outros materiais impressos fornecidos pelo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) e pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) e vídeos.

 

Ao todo, cerca de mil alunos receberão as informações por meio do projeto, que conta também com o apoio da Secretaria de Educação (Seduc). As escolas participantes são: Antônio Peres Ferreira, Thereza Magri, Estina Campi Baptista, Maria Nilza da Silva Romão, Professora Maria de Lourdes Santos e Cidade da Criança.