Seurb avança nos estudos do Plano de Gestão Integrada da orla da praia

Encontro reuniu diversas secretarias para discutir as próximas etapas

Data de publicação: 21/9/2022

Por Ana Gabriela Salu

A Secretaria de Urbanismo (Seurb) com o objetivo de melhorar o uso da orla da praia alinhado com o meio ambiente tem trabalhado para desenvolver o Plano de Gestão Integrada (PGI). Esse plano está sendo desenvolvido como parte das exigências do Termo de Adesão de Gestão (TAG) assinado em 2017 que passou a gestão da orla para o município, que antes pertencia a União.

Após a assinatura do termo, nos três primeiros anos, a Prefeitura realizou envio de relatórios que mostravam como a orla da praia foi ocupada e utilizada durante esse período. Passada essa fase inicial, chegou o momento de fazer os diagnósticos para a realização do PGI. O prazo para essa nova etapa foi prorrogado por causa da pandemia de covid-19, mas as cidades participantes têm até o final deste ano para apresentar os resultados e as ações que serão executadas de agora em diante.

A Seurb já realizou boa parte do mapeamento da orla da Cidade utilizando drones. As imagens feitas cobrem desde o calçadão até o mar, mostrando restaurantes, canais extravasores, ambulantes, entre outros. A última ação tomada em direção a construção dessas novas diretrizes foi uma reunião com diversas secretarias: Secretaria de Finanças (Sefin), Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Assuntos de Segurança Pública (Seasp), Secretaria de Educação (Seduc), Secretaria de Esportes e Lazer (Seel), Secretaria de Planejamento (Seplan) e Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb). O objetivo é apresentar a proposta e sua importância e contar com uma equipe multidisciplinar na elaboração do plano. Além disso, também será necessário a participação da população que usa a praia para diversos fins como: ambulantes, esportistas, entidades religiosas.

O diretor de Gestão de Patrimônio da União, Fabiano Camargo Sandoval, comentou que está satisfeito com os rumos que a elaboração do PGI está seguindo. “Ficamos preocupados com o prazo, mas temos visto que Praia Grande é a cidade que está com os estudos mais avançados e com ações mais efetivas em relação ao plano. A expectativa agora é montar essa comissão com diversas secretarias para melhor gerir os próximos processos. Também vamos realizar oficinas nas quais vamos ouvir a população e entender o que eles esperam e com base nisso vamos pensar a melhor forma de regulamentar as diversas atividades que acontecem na nossa orla”.